domingo, 28 de junho de 2009

Revendo antigos conceitos


Sabe, eu estou muito triste hoje. Estou super gripada - ou seja, curtindo as férias em casa!
Também estou passando por um momento de reflexão quanto as minhas ações. Ouvi dizer que sou muito besta e que as pessoas só se aproximam de mim pelo meu bom desempenho escolar e credibilidade com os professores. Confesso que por não receber ajuda dos meus colegas de grupo, acabo fazendo o trabalho todo sozinha. Com isso acostumei eles mal. E agora não conto com eles pra nada, a não ser pra pegar a sua ‘’parte’’ do trabalho. Alguns professores já perceberam e sempre fazem perguntas ao grupo que só poderiam ser respondidas por quem fez a pesquisa. Ou seja, eu! Com isso a minha nota difere dos demais colegas.


Uma vez num trabalho de filosofia sobre Homofobia eu fiz tudo pra que o trabalho saísse perfeito. Minhas colegas apenas pesquisaram os subtemas que eu havia dividido. Enquanto eu fiz vídeo, me vesti de travesti (adorei minha foto de travesti!), contei a história de uma travesti super arraso que venceu vários preconceitos, além de falar tudo de recente sobre o tema, as minhas colegas apenas falaram a sua fala (super sem emoção).

Gente eu sou super organizada e categórica quando o assunto é um trabalho escolar. Acho que nunca deixei de apresentar um sequer. E sempre gosto de inovar, não gosto de fazer o que os outros fazem. E é por isso que acabaram me enrolando e me fazendo trabalhar sozinha. Não sei como mudar isso. Se é que há como reverter essa situação.

Ainda estou pasma com a morte de Michael Jackson - rei da dança pop. Sempre fico muito chocada com morte rápidas e inesperadas. Até agora a minha ficha ainda não caiu. Vai deixar saudades ...


6 fingiram meiguice:

Duda Monteiro disse...

Espero sua visitinhaa'

Bejoo

Débora Francis disse...

Lendo este texto me vi nele, sabe amiga essa é uma questão de ser perfeccionista. Eu sou assim, sempre sobra p mim, pois quero que tudo fique o melhor, e as pessoas não acompanham este ritmo.

Amei seu blog, vc está de parabéns. Aproveitei e li outros posts, são perfeitos.
Beijos com meu carinho
Débora

Mayana Carvalho disse...

é horrivel quando as pessoas colocam beneficios de estar com você, ao inves dos motivos que te fazem ser uma pessoa bacana e legal. :/

Beijos

Késia Moura disse...

Acho que falo tanto, sou tão pra cima, talvez as pesssoas busquem isso para si. Mas ajude as pessoas em volta. Seguirei vc =D

Jerri Dias disse...

Bom, em primeiro lugar parabéns por ser tão interessada, criativa, esforçada e apaixonada pra fazer o que precisa ser feito.

Mas isso pode ser uma faca de dois gumes na sua vida, como vc já está sentindo.

Uma é que vc se sente usada pelos colegas e se vc não cuidar disso, isso pode vir a acontecer na sua vida profissional, o que será muito pior do que na escola.

O que vc tem que fazer pra todas essas qualidades naõ serem usadas contra vc é se tornar uma líder.
Eu sei que é um processo difícil e que pode levar a vida inteira, mas vc vai ter que aprender a dar ordens ou delegar tarefas sem dó nem piedade, visto que a maioria das pessoas (jovens ou adultas) está sempre esperando por alguém que lhes diga o que fazer da vida.
Agora talvez vc não precise tanto disso, maqs certamente vai precisar na sua futura carreira profissional e existem cursos que podem te ajudar a despertar esse teu lado. Não hesite em fazê-los se achar que chegou a hora.

A maioria dos líderes verdadeiros nunca quis liderar coisa alguma. É por isso que as pessoas gostavam tanto deles.

Ah, birgado pelo recadinho de 11 de março ;-)

Sucesso!

Nina Fernandes disse...

Acho que não deve mudar isso não..
Isso pra você me pareceu um hobbi, vai acabar interferindo mais em você do que no comportamento dos outros.